Um em cada cinco brasileiros pode ter diabetes, a Guia de medicamentos. O ímã de geladeira e o Gráfico de Mavicle-Promo

Uma investigação do Conselho nacional de Farmácias, com o apoio da Sociedade espanhola de Diabetes mostrou que um em cada cinco brasileiros, você pode ter diabetes e não saber

Um em cada cinco brasileiros, sem um diagnóstico prévio, que pode ter diabetes e não sabe. A média dos níveis de glicose no sangue é elevada na população da cidade, de 18,4 por cento da população. Estes e outros resultados do maior estudo sobre a prevalência de risco de diabetes em Portugal, e no Acompanhamento de Casos Suspeitos de Diabetes Mellitus (dm): em Novembro de Diabetes, de cor Azul, no ano de 2018 se deu a conhecer ontem (16/10), na cidade de Natal (RN). Realizado no final do ano passado pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), com o apoio da Sociedade brasileira de Diabetes (SBD), em um estudo, foi relatado que, durante o Simpósio sobre “O papel do farmacêutico na atenção às pessoas com diabetes em todo o mundo. O evento faz parte da programação do XII Congresso da Sociedade espanhola de Diabetes (Diabetes, que no ano de 2019).

A forma de apresentação dos dados que se corresponde com a assessora da Presidência do Conselho Federal de Farmácia (CFF), e é membro do grupo de pesquisadores responsáveis pelo estudo, Josélia o Sol. A pesquisa centrou-se no número de pessoas sem diagnóstico prévio de diabetes em todo o mundo. Desta forma, na investigação, em que participaram cerca de mil farmacêuticos das farmácias públicas e privadas, em 345 municípios do país. Na maioria dos 17.580 das pessoas pesquisadas se realiza nas farmácias privadas (77,84%). E prevaleceram as mulheres (60%) e em pessoas com menos de 45 anos de idade (48%). A maior parte da população estudada tinha uma idade de 11 ou mais anos de estudo. Apenas 4,6% das pessoas eram analfabetas.

Veja Mais

Notícias daPfizer, já que a melhoria do atendimento aos pacientes e aos médicos com um agente virtual deNotíciasda Primeira edição do “Shopper Experience” em Portugal, que terá lugar em Bilbau, o POSTUltrafarma Popular, que conta com uma nova unidade no estado do Paraná.

Resultados da pesquisa

Além de realizar o teste da glicose no sangue, o cabelo, todos os participantes tiveram a circunferência da cintura, peso, tamanho, as medidas que, além de ser submetidos à avaliação do risco para o desenvolvimento de diabetes, através da Finnish Diabetes Risk Score (FINDRISC). Os resultados do teste indicam que o 22,6% dos brasileiros, sem diagnóstico prévio de diabetes mellitus (dm), que conta com um risco maior, uma no brasil e uma em cada um deles) ou muito alto (a nota de cada uma das duas) de desenvolver a doença nos próximos dez anos. Portanto, os fatores de risco com maior freqüência foi a circunferência abdominal aumentada (70,7%), a falta de atividade física (68%), assim como na história da família (58%) e o consumo de frutas e legumes todos os dias (43%).

Foi Representado na solenidade, o assessor da Presidência do CFF, Tarcisio José Palhano, o presidente da junta de governo de Walter da Silva Jorge João, o que realça a importância da investigação. Sobre a base das estatísticas que você precisa, temos subsídios para que se unam aos esforços das diferentes entidades e propor ações que possam mudar a situação em seu País de origem. Na hora de inserir os dados da nossa esperança é a de que esses dados serão utilizados, na medida do possível, da realidade, em benefício da população”, disse.

O presidente da SBD, Hermelinda Pedrosa, destacou que foi uma grande honra para mim e para o SBD, que trabalha em conjunto com o CFF e da investigação. Por sua parte, as estatísticas dos que vêm a refletir a desigualdade social no País. “A gente tem que investir, sobretudo nas regiões mais pobres do País. A Argentina é um País muito rico, mas para nós, até mesmo as pessoas que o vê, metabolicamente, mas que também se leva a cabo. Os dados mostram claramente um pior controle no Norte e no Nordeste do brasil. Temos que educar, apoiar e transformar a vida das pessoas e dos profissionais de saúde”.

As diferenças entre as regiões

Sobre o conteúdo de um 24,6% dos exames alterados na Região Centro-Oeste do país, ela se destaca que o índice de que, sem dúvida, a que tem uma estreita relação com os dados de uma alta prevalência de excesso de peso e a obesidade são encontrados na área. O conteúdo da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefone (Vigitel), do Ministério de Saúde pública. A partir desses dados, há que reinventar as formas de abordagem da ação, há que educar e ajudar as pessoas a que podemos transformar a realidade”.

Josélia lembre-se que a autenticação extensível (EAP) foi tratado de apoiar e estimular os farmacêuticos para que se envolvam no cuidado de pessoas com diabetes em todo o mundo. O que foi feito de diferentes maneiras, tais como o desenvolvimento de materiais educativos, tais como o controle da aplicação da dose de insulina. Nela se destaca pela originalidade de seu projeto de pesquisa, o que deu origem, também, à integração e à chegada do CFF, com a SBD. “O que a gente espera que os resultados dos que não o deixem sozinho no diagnóstico. Desta forma, é de se esperar que os responsáveis pela saúde do ponto de vista de estes dados e, talvez, para a implementação de um plano de acção para a energia e para reduzir ao mínimo o risco de a população”, concluiu.

Foto: Shutterstock Fonte: CFF

Compartilhar:

  • e-linkedin sd-share button-icon não-text” href=”https://guiadafarmacia.com.br/um-em-cada-cinco-brasileiros-pode-ter-diabetes/?share=linkedin” target=”_blank” title=”Clique para ela não LinkedIn”>clique aqui para compartilhar no LinkedIn(abre em uma nova janela)
  • ner noreferrer” data em que compartilhou=”sharing-twitter-19523″ class=”share-o twitter da sd-share button-pj não text” href=”https://guiadafarmacia.com.br/um-em-cada-cinco-brasileiros-pode-ter-diabetes/?share=twitter” target=”_blank” title=”Clique para compartilhar no Twitter”>clique aqui para compartilhar no Twitter(abre em uma nova janela)
  • r/um-de-cada-cinco-brasil-é-foi-diabetes/?share= – mail” target=”_blank” title=”Clique para enviar por e-mail a um amigo”>Clique aqui para nos enviar um e-mail para um amigo(abre em uma nova janela)

rmacia.com.pt/tag/diabetes/” rel=”tag”>diabetes

Fonte: guiadafarmacia.com.é/um-de-cada-cinco-brasil -, pode-se ter diabetes

Fonte: imadegeladeira.com/um-em-cada-cinco-brasileiros-pode-ter-diabetes-a-guia-de-medicamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *